28 de jul de 2013

Maldade: a sexta brecha

Paz a todos,

    "Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem." Hebreus 12:15


    Todos passamos por situações difíceis, somos injustiçados, traídos pelos mais próximos a nós. O grande perigo é: Como reagimos quando somos feridos e machucados?


    O mal veem a mente, mas é decisão nossa o que vamos falar ou como vamos agir. Por mais que queiramos fazer justiça com as próprias mãos, só acabamos nos machucando e nos ferindo ainda mais. Tentar devolver na mesma moeda só acaba nos consumindo na raiva, ódio e rancor. Que possamos nos manter longe desses sentimentos. Gn 3.1-8

    Também precisamos "pensar mais no que estamos pensando". O que tem dominado sua mente? Malícia? Pensamentos ruins? Mt 15.19 Que em nossas mentes reine pensamentos de paz, peça para o Espírito Santo conduzir seus pensamentos e te dar forças.

    Lista do que não agrada a Deus:


    "Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina:

  • Olhos altivos, 
  • língua mentirosa, 
  • mãos que derramam sangue inocente,
  • O coração que maquina pensamentos perversos, 
  • pés que se apressam a correr para o mal,
  • A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos." Provérbios 6:16-19
    Se as pessoas fazem maldades deixemos elas pagarem o preço isso, não vamos querer pagar mal por mal, para não sofrermos nós também consequência disso.

    E pra acabar num clima mais descontraído, depois de um assunto que tanto nos incomoda:


Nenhum comentário :

Postar um comentário