5 de ago de 2013

Falta de Perdão: Sétima Brecha

Paz a todos,

    A última brecha não podia ser fácil. Perdoar é preciso, mas a tarefa não é nada fácil. É necessário muito esforço, amor e muitas vezes passar por cima do nosso ego.


    "Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas."Mateus 6:14-15


    É uma condição para sermos perdoados. Não somos perfeitos, erramos com os outros, erramos com Deus, mas se não perdoarmos os outros também não seremos perdoados. Temos um Deus justo e não poderia ser diferente. Se você acha que o erro do outro é tão grave que não consegue perdoar está decretando que você também não deve ser perdoado quando cometer um erro semelhante.

    "Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?

Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete." Mateus 18:21-22


    Deve ser um exercício, quando mais a pessoa errar, principalmente se for o mesmo erro, mas difícil vai ficando perdoar. A dificuldade aumenta, mas o mandamento é o mesmo: perdoar.


    "Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também." Colossenses 3:13



    Suportando, sim você não precisa e muitas vezes nem vai morrer de amores pela pessoa, perdoar não é isso. Mas, mesmo que você esteja certo, perdoar é abrir mão do direito de estar certo.

    Por mais difícil que seja, liberar perdão, libera a alma, traz alívio e conforto. Acredite, perdoar e ser perdoado é bom demais.

Nenhum comentário :

Postar um comentário