22 de jun de 2014

Diário de uma noiva: caindo na real.

Paz a todos,

    Em posts anteriores contei da minha descoberta de que tinha um noivo, do meu noivado, de como foi viver o primeiro amor e de como pouco fui caindo na rotina e as dúvidas começaram aa tomar conta da minha mente.
 

    E em busca novamente de amar, acabei namorando por um tempo, mas meu namorado não podia me dar o amor que eu precisava.


    Depois passei a me preocupar não só com o intelecto, mas com o exterior e isso melhorou minha autoestima, mas não supriu o pequeno vazio que tinha se formado em meu peito. Somente uma pessoa poderia suprir esse vazio e no fundo eu ainda sabia que o amor do meu noivo era incomparável e insubstituível.


    Sabe, quando agente deixa de ver alguém por um tempo a saudade veem e dificilmente isso abala um relacionamento, mas o relacionamento com meu noivo foi totalmente diferente. Percebi que preciso estar com ele o máximo de tempo que eu conseguir, pois um dia sem vê-lo, sem a sua presença, é uma eternidade, é como se voltassemos a estaca zero, como se voltassemos a nos conhecer, como se eu perdesse todo espaço já conquistado.

    As palavras saem trêmulas de meus lábios, já não sei o que dizer. Já não consigo mais sentir sua presença a se aproximar. Fico perdida em meu próprio mundo sem saber compartilha-lo com o meu amado, sem tempo para vê-lo, conversar com ele, ler suas histórias. Há uma coleção de livro com histórias do meu amado que eu preciso estar sempre lendo e aprendendo sobre quem ele é, seus feitos, sobre como agradá-lo... é um livro repleto de segredos, promessas, acontecimentos passados e futuros, suplicas, louvores... 


    Que seria de mim se não fosse a misericórdia do meu amado e sua bondade em me perdoar? Quem mais me receberia de braços abertos depois de tantas idas e vindas?

    Você conhece a história do cego de Jericó? Ao ouvir a multidão ele começou a chamar por Jesus e quanto mais o repreendiam para que se calasse, mais ele clamava e gritava. Com fé e coragem ele assumiu sua posição e é assim que retomei minha posição de noiva, voltei correndo para os braços do meu amado, independente do que os outros me diziam, corri para os seus braços e supliquei seu perdão para voltar a ser digna do seu amor.

    Voltei a ler suas cartas, seus livros e comecei falando com ele alguns minutos por dia. Pode parecer pouco, mas isso já foi enchendo meu coração de alegria. Agora dia após dia volto a me aprofundar nesse amor.



    Meu noivo chama-se JESUS CRISTO e eu o AMO e não vejo a hora de encontrá-Lo na glória e viver eternamente com ele e você?

    Sim escrevi estes posts como uma apaixonada por Cristo que como um ser humano também tenho meus momentos falhos, mas Deus é tremendo pra me perdoar. Se você ainda não havia entendido que meu noivo é Cristo e puder leia novamente as postagens anteiores.   


imagens retiradas da internet
Beijos e paz.








By Aline Dutra

Nenhum comentário :

Postar um comentário