16 de mar de 2015

Primeiro o Interior: que não se vê, mas se sente

Paz a todos,


    Talvez não faça tanto sentido o título, mas já vou me explicar. O exterior está em alta e não é de hoje, mas sinto isto tão forte em nossos dias. 

    As pessoas estão preocupadas demais com a aparência, com o peso ideal, o cabelo ideal, a maquiagem ideal, ter produtos caros e mostrá-los, o corpo perfeito ... no máximo pensam no interior para saber que o que vão comer para garantir que emagreçam mais.

    Está certo estou generalizando e "exagerando", mas cadê a preocupação com o que se é além do que com o que se tem? Tenho um blog, compartilho minhas descobertas com produtos legais, mas só acho que a importância se inverteu de forma extrema.


  Vejo a mídia pipocando sobre a aparência, mas cadê a preocupação com qualidades como gratidão? Como solidariedade, amizade verdadeira? Cadê o mais amor por favor? A impressão que tenho é que mesmo se implorarmos por amor só vamos continuar no desprezo de uma sociedade soberba, egoísta e capitalista.

    Pessoas "perfeitas' podem até nos servir de alguma forma como alguma meta, mas cadê a valorização
daquelas pessoas que nos fazem tão bem, que são exemplos tão puros de bondade? Acho que um começo é tirar a venda dos olhos e ver que existem pessoas fora do padrão da mídia, que não estão no peso ideal, na altura ideal, na idade ideal ... ah mas que são tão belas!

    Como é bom conviver com alguém que tem princípios,
que é sincero que busca o bem para si e para os outros, alguém com conteúdo com quem se tem assunto para conversar ... eu quero ser este alguém. Quero ser linda independentemente da idade, peso ou qualquer aparência.


    Me contem sobre o que acham? Será que estou exagerando? Qual a característica INTERIOR que você mais valoriza?


imagens retiradas pela internet
Beijos e paz.








By Aline Dutra

Nenhum comentário :

Postar um comentário